acrónimo

Em morfologia linguística, o acrónimo é uma palavra criada a partir de uma ou mais letras que constituem um título ou uma designação.

São exemplos de acrónimos, as palavras: INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica), Palop (Países de Língua Oficial Portuguesa), ICALP (Instituto de Cultura e Língua Portuguesa), FEUP (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto), óvni (objecto voador não identificado), VIP (Very Important Person), etc.
Os acrónimos, ao contrário das siglas (Ex.: UE - União Europeia, BD - Banda Desenhada, PSD - Partido Social Democrata), são pronunciados como uma palavra e não como sequências de letras, pois possuem uma estrutura silábica aceitável, constituída por sequências de consoantes e de vogais combináveis, permitindo o seu reconhecimento como uma palavra.

O acrónimo é o resultado de um processo de formação de palavras designado por acronímia e mais um dos tipos de neologia existentes na nossa língua.
Como referenciar: acrónimo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 21:26:05]. Disponível na Internet: