Aeroporto Internacional de Los Angeles

O Aeroporto Internacional de Los Angeles, nos Estados Unidos da América (EUA), foi inaugurado em 1930 e fica em Westchester, a cerca de 27 quilómetros a sudoeste do centro da cidade.
A estrutura tem quatro pistas principais, a maior delas com uma extensão de 3685 metros. As outras têm 3382, 3135 e 2720 metros. Tem ainda nove terminais em forma de “U”.
Este aeroporto, que também é conhecido pelo seu código LAX, é um dos mais movimentados do mundo. O LAX é o terceiro maior dos EUA e o principal da Califórnia. O aeroporto proporciona perto de 90 destinos domésticos e cerca de 70 internacionais.
É um dos principais centros de operações da United Airlines que em 2004 transportou cerca de um quinto do tráfego de passageiros do aeroporto.
O aeroporto foi inaugurado em 1930 com a designação Mines Field, em homenagem a William W. Mines, um dos responsáveis pela sua construção. Sete anos mais tarde a estrutura foi adquirida pelo município de Los Angeles que, em 1941, lhe deu o nome de Aeroporto de Los Angeles.
Durante a Segunda Guerra Mundial foi utilizado para voos militares e em dezembro de 1946 voltou a receber operações comercias.
Em 1949, altura em que passou a ser o principal aeroporto da cidade, o nome foi mudado para Aeroporto Internacional de Los Angeles. Dez anos mais tarde foi inaugurado o primeiro serviço de aviões a jato, com uma rota para Nova Iorque.
Em 1961 foi estreado o Theme Building, o edifício central do aeroporto que em 1992 viria a ser considerado um monumento histórico e cultural. Trata-se de um edifício semelhante a um disco voador assente em quatro pernas.
Em 1984 entrou ao serviço um novo terminal e, doze anos mais tarde, foi inaugurada uma torre de controlo em forma de palmeira. O terminal, chamado Tom Bradley (nome dado em homenagem ao primeiro “mayor” afro-americano da cidade), abriu para servir os Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles.
O Aeroporto Internacional de Los Angeles já foi palco de alguns acidentes aéreos, entre os quais um em 1986 que provocou a morte dos 64 ocupantes de um DC-9 da Aeromexico. O aparelho, quando iniciava a descida, colidiu com um Piper Cherokee e acabou por cair numa zona residencial, onde viriam a morrer mais 15 pessoas. Os três ocupantes do Piper também perderam a vida.
Cinco anos mais tarde, em 1991, um Boeing 737 da USAir embateu num Fairchild Metroliner da Skywest quando se preparava para aterrar. Da colisão dos dois avões resultou a morte dos doze ocupantes do aparelho da Skyest e de 22 do da USAir.
No aeroporto californiano também já houve ataques terroristas. A 6 de agosto de 1974 uma bomba explodiu junto à bilheteira da Pan Am, matando duas pessoas. A 4 de julho de 2002 um homem matou a tiro dois israelitas junto ao balcão da El Al, a companhia nacional de Israel.
Como referenciar: Aeroporto Internacional de Los Angeles in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-07 19:49:23]. Disponível na Internet: