Aeroporto JFK

O Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Queens, Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, é um dos mais movimentados do país, especialmente a nível de voos internacionais, e foi inaugurado a 1 de julho de 1948, na altura com o nome de Aeroporto de Idlewild.
É uma das principais portas de entrada e saída internacionais, nomeadamente graças às ligações com Londres (Inglaterra), Paris (França), Frankfurt (Alemanha) e Tóquio (Japão).
Operado pela Autoridade Portuária de Nova Iorque e Nova Jérsia, tem quatro pistas, a maior das quais com 4442 metros. As outras têm 3460, 3048 e 2560 metros. É um dos principais pontos de operações da Delta Airlines e da American Airlines e serve de sede à JetBlue Airways.
A construção do aeroporto arrancou em 1942 num terreno relativamente pequeno de apenas 4 km2 e ficou pronto em 1948. O primeiro voo comercial teve lugar a 1 de julho desse ano. No dia 31 de julho, mudou a designação para Aeroporto Internacional de Nova Iorque.
Em 1957, foi construído um segundo terminal e, até 1971, o aeroporto recebeu diversas obras de alargamento, nomeadamente oito novos terminais, crescendo a área total para 16 km2. Passou a acolher bases de operações de companhias como a Pan Am, a TWA e a National AIrlines.
Em 1963, o aeroporto foi rebatizado como Aeroporto John F. Kennedy, em homenagem ao presidente dos Estados Unidos da América que fora recentemente assassinado. O aeroporto é principalmente conhecido por JFK.
A partir de 1977, o JFK passou a acolher os voos do Concorde, o que aconteceu até 2003. Era o aeroporto que mais operações recebia do Concorde, até este avião supersónico ser retirado de circulação.
A 19 de março de 2007, o JFK foi o primeiro aeroporto dos Estados Unidos da América a receber o novo Airbus A380 com passageiros a bordo.
Ao longo dos anos, houve vários acidentes com aviões no aeroporto nova-iorquino. A 16 de dezembro de 1960, um aparelho da United Airlines colidiu com um da TWA quando se aproximava da pista e ambos caíram no solo. Morreram 127 pessoas que iam a bordo dos aviões e cinco que estavam no solo. A 24 de junho de 1975, durante uma tempestade, um Boeing da Eastern Airlines falhou a aterragem e morreram 122 pessoas que iam a bordo. Já em 12 de novembro de 2001, um Airbus da American Airlines despenhou-se em Queens pouco depois de levantar do JFK e morreram as 260 pessoas que seguiam no aparelho, assim como cinco pessoas em terra.
Como referenciar: Aeroporto JFK in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 08:32:41]. Disponível na Internet: