Ahura-mazda

Também conhecido com os nomes de Masda e Ormuzed, a religião de Zoroastro (masdeísmo ou mazdeísmo) apresentava-o como o deus supremo que criou tudo o que de bom existia. Estava em luta constante com o deus que representava o mal, Ahriman (ou Angra Mainyu), apesar de se saber que no fim dos tempos o Bem venceria, abatendo-se um dilúvio de metal derretido sobre os representantes do Mal.
O mundo foi fisicamente criado porque Ahriman fez seres malvados, com a intenção de combater os seres espirituais inicialmente criados por Ahura-Mazda. Assim, o deus supremo iniciou a criação do mundo, rodeando os céus com um muro para que Ahriman não se intrometesse.
No entanto, o deus maléfico conseguiu adicionar a tudo o que Ahura-Mazda fazia algo de mau: ao fogo juntou o fumo, às plantas e flores espinhos e às árvores frutos envenenados, entre outros exemplos.
Anahita, a divindade-nascente, foi também criada por Ahura-Mazda quando este ordenou o surgimento das águas. Esta nascente era a origem da energia e da vida.
Como referenciar: Porto Editora – Ahura-mazda na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-03 21:57:02]. Disponível em