aipo

Designação de plantas herbáceas, da família das Umbelíferas e do género Apium.
O aipo, Apium graveolens, é também conhecido por aipo-dos-charcos, aipo-dos-pântanos, aipo-silvestre e salva-do-monte. É uma planta bienal, ou anual. Se for sujeita a baixas temperaturas durante o seu desenvolvimento, pode ter uma altura que varia entre os trinta e cem centímetros.
A raiz é aprumada, curta, castanha na parte exterior e esbranquiçada no corte. O caule é ereto, cilíndrico, profundamente sulcado, glabro, oco e ramoso. As folhas são de cor verde escura brilhante, sendo as que crescem junto à base pecioladas, divididas em cinco segmentos ovais, e as folhas inseridas superiormente sésseis, com três segmentos mais pequenos e estreitos.
As flores, que aparecem entre julho e setembro, são pequenas e agrupam-se em umbelas pouco apertadas desprovidas de invólucro.
Em Portugal, encontra-se nos terrenos húmidos, alagados e salgadiços próximo do litoral, do centro e sul do país.
As variedades cultivadas, como a variedade aipo-hortense (Dulce) e a variedade aipo-nabo (Rapaceum) derivam, por seleção, do aipo Apium graveolum, também designado aipo-bravo.
No Brasil atribuem a esta espécie os nomes: aipo-do-rio-grande, aipo-bravo, aipo-de-montevideu, aipo-d'água e aipo-silvestre.

Como referenciar: aipo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 12:16:23]. Disponível na Internet: