Alan Ayckbourn

Dramaturgo e encenador inglês, Sir Alan Ayckbourn nasceu a 12 de abril de 1939, em Londres. Filho de um violinista na Orquestra Sinfónica de Londres, e de uma cronista da imprensa feminina. Foi da imagem da sua mãe (escrevia os seus artigos na cozinha) e da máquina de escrever que esta lhe ofereceu que nasceu bastante cedo em Ayckbourn o desejo de se dedicar à escrita.
Em 1947, e após o divórcio, a sua mãe casou em segundas núpcias com o gerente de um banco. Durante os seus estudos secundários, a decorrer em Haileybury, o jovem Ayckbourn ganhou uma bolsa de estudos do Barclay's Bank, em 1952, através da qual optou por estudar jornalismo. Concluídos os estudos com notas máximas em algumas disciplinas, em 1954, começou a colaborar com o ator e encenador Donald Wolfit. Pelo que desempenhou as mesmas funções em diversas companhias de teatro de província e interessou-se pelos aspetos técnicos do teatro, como o sonoplastia e luminotecnia.
Em 1958, escreveu, para a Studio Theatre Company, em que trabalhava, e utilizando o pseudónimo Roland Allen, a sua primeira peça de teatro, The Square Cat. Um ano depois, casou com Christine Roland, de quem viria a ter dois filhos, e escreve Love After All. Seguiu-se um período de trabalhos mal acolhido pela crítica, o que fez com que Ayckbourn proferisse o voto de nunca mais escrever, juntando-se à BBC de Leeds, cuidando das emissões de teatro radiofónico. Escreveu, porém, quase meia centena de obras.
A partir de 1970 foi diretor artístico da Stephen Joseph Company, em Scarborough, onde havia começado a sua carreira. Em 1992 ocupou um cargo de ensino na Universidade de Oxford.
Entre as suas obras, vencedoras de um considerável número de prémios, destacam-se How The Other Half Loves (1970), Absurd Person Singular (1973), The Norman Conquests (1974), Man of The Moment (1990) e Comic Potential (2000).
Fazendo culminar um extenso rol de nomeações, títulos e homenagens, Ayckbourn foi armado cavaleiro em 1997.

Como referenciar: Alan Ayckbourn in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 23:51:39]. Disponível na Internet: