Alan Shearer

Futebolista internacional inglês nascido a 13 de agosto de 1970, em Gosforth, Newcastle, na Inglaterra.
Na infância Shearer tinha uma adoração por Kevin Keegan, um dos maiores futebolistas de sempre de Inglaterra que jogava no seu clube favorito, o Newcastle. Aos 12 anos, na escola, Shearer começou a destacar-se como goleador.
O avançado iniciou-se oficialmente a jogar num clube modesto chamado Wallsend Boys Club, de onde passou para o mais conceituado Southampton. Aqui, começou a dar nas vistas como goleador e na época de estreia (1988) apontou três golos num só jogo, sendo o mais jovem futebolista britânico a fazê-lo.
No verão de 1992 mudou-se para o Blackburn Rovers, protagonizando uma das mais caras transferências de sempre do futebol inglês. Mas, a primeira época de Shearer no Blackburn Rovers não correu bem já que, perto do final do ano, se lesionou gravemente, o que o impediu de jogar mais nessa temporada. Só regressou em 1993/1994, época em que fez um grande campeonato, somando 31 golos.
Na temporada seguinte, o Blackburn reforçou-se com Chris Sutton e este e Shearer foram fundamentais para que a equipa vencesse a Primeira Liga Inglesa de futebol. Shearer marcou mais de 30 golos e foi eleito o melhor jogador do ano em Inglaterra.
Em 1995/1996 Shearer voltou a marcar mais de 30 golos e no final da temporada foi uma das estrelas do Europeu de 1996, que teve lugar em Inglaterra. A seleção inglesa foi eliminada nas meias-finais pela Alemanha, mas Shearer com cinco golos foi o melhor marcador do torneio.
No verão de 1996 trocou outra vez de clube, passando a representar o Newcastle, da sua terra natal, após mais uma transferência milionária. Para isso, recusou alinhar no Manchester United, na altura a equipa mais forte de Inglaterra. O seu treinador no Newcastle era o seu ídolo de infância Kevin Keegan.
Na época de 1996/1997, na qual marcou 27 golos, foi de novo eleito o melhor jogador da Liga inglesa, apesar do seu novo clube ter falhado o objetivo de se sagrar campeão. Na temporada seguinte sofreu mais uma grave lesão, mas isso não impediu que fosse convocado para participar com a seleção inglesa no Mundial de França de 1998.
Depois desta lesão Shearer não voltou a atingir o nível alcançado em temporadas anteriores mas, mesmo assim, ainda foi convocado para o Europeu 2000, na Holanda e na Bélgica. No fim deste torneio anunciou que abandonava a seleção inglesa, ao serviço da qual marcou 30 golos em 63 jogos.
Voltou a lesionar-se na última metade da temporada 2000/2001, mas regressou em grande na época seguinte durante a qual marcou 27 golos.
Em 2004 Shearer continuou a ser a maior figura do Newcastle, treinado por Bobby Robson.
Em abril de 2006 anunciou que ia dar por terminada a sua carreira de futebolista e no mês seguinte, a 11 de maio de 2006, foi realizada uma partida de despedida entre o Newcastle e o Celtic de Glasgow. Shearer, por estar lesionado, não pôde alinhar, mas deu o pontapé de saída.
Como referenciar: Porto Editora – Alan Shearer na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-17 10:59:32]. Disponível em