Albânia

Geografia
País da Península Balcânica que se encontra situado na costa ocidental do mar Adriático. Estende-se por 340 km, de norte a sul, e por 153 km, de leste a oeste. Tem uma superfície de 28 748 km2. A Albânia é limitada pelo Montenegro a norte, pelo Kosovo e pela Sérvia a nordeste, pela Macedónia a leste, pela Grécia a sudeste, e pelo mar Adriático a oeste. As cidades mais importantes são Tirana, a capital com 352 900 habitantes (2004), Durrës (113 800 hab.)(2004), Elbasan (96 800 hab.)(2004), Shkoder (85 800 hab.)(2004) e Vlore (84 800 hab.)(2004).

Clima As regiões costeiras têm um clima mediterrânico, com invernos pouco chuvosos e verões quentes e secos. Na zona das montanhas o clima é continental, com verões muito quentes e invernos extremamente frios.

Economia
A economia da Albânia foi controlada pelo sistema socialista até 1991. No ano seguinte, o Governo democrata introduziu a reforma económica, estabelecendo o mercado livre e a economia privada. No entanto, o rendimento per capita é um dos mais baixos da Europa. O país é o maior produtor do mundo de cromite, para além de também produzir cobre, pirite, petróleo e gás natural. A indústria produz materiais de construção, aço, produtos químicos e produtos alimentares. Cerca de 25% dos solos são aráveis e as culturas dominantes são os legumes, a fruta, o trigo, o milho, a beterraba, a batata, a cevada, o tabaco, o sorgo, a aveia, as sementes de girassol, o tabaco e a azeitona. As exportações são constituídas por combustíveis minerais, crómio, ferro, aço, cobre, vegetais e frutas. Os produtos importados são a maquinaria, o equipamento para os transportes, os minerais, os metais e os produtos alimentares. Os maiores parceiros comerciais do país são a Itália, a Grécia, a Turquia, a Bulgária e a Alemanha.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita, (toneladas métricas,1999) é de 0,5.

População
A população da Albânia é de 3 581 655 habitantes (est. 2006), o que corresponde a uma densidade de aproximadamente 123,94 hab./km2. A taxa de natalidade é de 15,11%o, enquanto a taxa de mortalidade é de 5,22%o. A esperança média de vida é de 77,43 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é do 0,735 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,732 (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 4 244 000 habitantes. A etnia maioritária é a albanesa. As religiões com maior expressão são a muçulmana, (70%), a ortodoxa (20%) e a católica (10%). A língua oficial é o albanês.

História
A Albânia esteve sob o domínio bizantino até 1347. Seguiram-se cem anos de invasões por parte dos Búlgaros, dos Sérvios, dos Venezianos e, finalmente, dos Turcos que integraram o território no Império Otomano. Em 1912 o país conquistou a independência, embora a comunidade internacional só a tenha reconhecido em 1921. Benito Mussolini invadiu a Albânia em 1939. Depois da guerra civil entre 1943 e 1944, o Partido Trabalhista Albanês estabeleceu um regime socialista. O país foi governado até 1985 por Enver Hoxha que nacionalizou a economia e, antes de adotar uma política isolacionista, fez uma série de alianças militares com a Jugoslávia, a União Soviética e a China.
Durante várias décadas a Albânia não manteve qualquer tipo de relação com o resto da Europa mas, em 1990, as dificuldades económicas impostas pelo isolamento obrigaram o sucessor de Hoxha, Ramiz Alia, a reabrir o país ao mundo. Entretanto, o descontentamento da população levou-o a perder o controlo do Estado e a legalizar os partidos de oposição. Em março de 1992 o Partido Democrata ganhou as eleições multipartidárias. Apesar das profundas transformações, a Albânia continua a viver graves dificuldades económicas, agravadas em 1999 com a guerra no Kosovo. Em março de 1999 teve início uma guerra na região do Kosovo, na Sérvia, sob o pretexto de uma "limpeza étnica" conduzida pelos sérvios contra os albaneses daquela região. Esta situação provocou um afluxo de refugiados em território albanês.
As eleições legislativas que se realizaram em 2001 são consideradas um passo importante para o desenvolvimento democrático.
Como referenciar: Albânia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 06:19:18]. Disponível na Internet: