Alcione

Cantora sambista, trompetista e compositora brasileira, Alcione Nazaré nasceu a 21 de novembro de 1947 em São Luís, Maranhão, no Brasil. Iniciada nas lides musicais pelo pai, maestro da banda da Polícia militar do Maranhão e professor de Música, a adolescente Alcione aprendeu a tocar instrumentos de sopro, com especial relevo para o clarinete. Desses ensinamentos, a jovem tirava a energia para animar festas particulares com amigos e familiares. Aos 12 anos, tem a sua primeira aparição pública, juntando-se à Orquestra Jazz Guarani, pela mão do pai. Numa noite de atuação, o vocalista da orquestra ficou afónico e Alcione foi chamada a substituí-lo, interpretando duas canções, com sucesso. Nascia aí a "Marrom", alcunha por que viria a ficar conhecida nos anos seguintes. Em paralelo com a expansão da sua atividade musical que haveria de levá-la aos ecrãs televisivos, por várias vezes, no decorrer dos anos de 1965 e 1966, Alcione não abandonou os estudos, completando a habilitação superior em magistério.

Em 1967, muda-se para o Rio de Janeiro, acumulando o emprego numa loja de discos com as atuações noturnas no Little Club, clube noturno conceituado do Beco das Garrafas, ponto referencial histórico do nascimento da bossa nova. De permeio até ao contrato profissional com a TV Excelsior, venceu duas eliminatórias do programa caça-talentos de Flávio Cavalcanti, "A Grande Chance". Depois de um semestre de atuações na Excelsior, Alcione partiu para uma digressão de quatro meses pela Argentina e Chile. De regresso ao Brasil, com a notoriedade inflada, fixou-se em São Paulo, antes de partir para uma tournée europeia de dois anos. Regressou à pátria em 1972 e chegaria, três anos mais tarde, ao primeiro sucesso comercial do seu percurso, chegando a Disco de Ouro com o álbum A Voz do Samba, cujo alinhamento continha o êxito "Não Deixe o Samba Morrer". Tal distinção viria a reconhecer o seu trabalho discográfico por diversas vezes e, além da visibilidade das suas aparições no sambódromo com a escola de samba Unidos da Ponte, destacam-se os dois prémios TIM, galardão anual brasileiro que a distinguiu, em 2004 e 2005, na categoria de Melhor Cantora de Samba.

Discografia 1975, A Voz do Samba
1976, Morte de um poeta
1977, Pra quê chorar
1978, Alerta geral
1979, Gostoso veneno
1980, E Vamos à luta
1981, Alcione
1982, Dez anos depois
1982, Vamos arrepiar
1983, Almas e corações
1984, Da cor do Brasil
1985, Fogo da vida
1986, Fruto e raiz
1987, Nosso nome: Resistência
1988, Ouro & Cobre
1989, Simplesmente Marrom
1991, Promessa
1993, Pulsa, coração
1994, Brasil de Oliveira da Silva do Samba
1995, Profissão: Cantora
1996, Tempo de Guarnicê
1997, Valeu - Uma Homenagem à Nova Geração do Samba
1998, Celebração
1999, Claridade
2000, Nos Bares da Vida - ao vivo
2001, A Paixão tem Memória
2002, Ao Vivo
2003, Ao Vivo 2
2004, Faz uma Loucura por Mim
2005, Uma Nova Paixão
2006, Uma Nova Paixão - Ao Vivo

Como referenciar: Alcione in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-16 23:13:00]. Disponível na Internet: