Alexandre Farnese

Militar (1545-1592), oriundo de uma família romana, cujas origens remontam ao século X, foi o mais ilustre de todos os Farnese. Filho do duque Octávio e de Margarida da Áustria, neto de Carlos V, dada a influência de sua mãe e da atmosfera política da época, renuncia o governo do seu ducado e põe ao serviço de Espanha o seu talento militar e político. Casou em 1565 com Maria, infanta de Portugal.
Teve um papel preponderante em várias batalhas, como na revolta dos flamengos e protestantes na Flandres (1571). Na sequência do seu sucesso nesta revolta, sucede a D. João da Áustria, após a sua morte, no governo da Flandres, alcançando um notável sucesso diplomático, conseguindo manter as províncias católicas. A sua ambição de reconquista das Províncias Unidas protestantes não pôde ser concretizada, por lhe ter sido incumbida a preparação da invasão de Inglaterra. Entre 1590-1591 lutou em França na defesa da liga contra Henrique de Navarra, acabando por morrer na abadia de Waast como consequência de ferimentos.
Como referenciar: Alexandre Farnese in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-09 04:00:04]. Disponível na Internet: