Alexandre VII

Papa italiano, chamado Fabio Chigi, nasceu a 13 de fevereiro de 1599 em Siena. Estudou na universidade da sua cidade natal Direito e Teologia, tendo em 1622 ido para Roma e conseguido os cargos de referendatário dos tribunais da Signatura da graça e da justiça, vice-legado de Ferrara, bispo de Nardo (Nápoles), legado papal em Malta e inquisidor. Foi igualmente núncio em Colónia, em 1639, representante do bispo de Roma no congresso que instituiu a paz de Westfália, em 1648, sendo-lhe depois dada a dignidade cardinalícia, a de bispo de Ímola e a de secretário de Estado, em 1651.
Consagrado em São João de Latrão a 18 de abril de 1655, procurou sempre conselho (sobretudo o de Sforza Pallavicino e o de Bona) para o exercício do poder. Fez uma profunda reforma na cúria, tendo emitido uma norma para o acesso à carreira de prelado e tentado saldar a dívida acumulada pela Santa Sede. Deu também um novo impulso à Congregação da Imunidade, à do Estado e à do Índice (que produziu uma nova lista de livros proibidos).
Mau grado o estado das finanças pontifícias, o papa auxiliou as campanhas do imperador Leopoldo de Áustria e de Veneza contra a invasão turca da Transilvânia, Hungria e Creta.
Alexandre VII promulgou a bula Ad sanctam Petri, em 1656, onde confirmou a condenação das cinco teses de Janssens (ou Jansenius - Cornélio Jansen) feita em 1653 pelo pontífice Inocêncio X, uma vez que os jansenistas se tinham insurgido contra esta censura.
No ano de 1656 foram finalmente legitimados pelo Santo Ofício os ritos chineses (homenagens de cariz civil prestadas aos antepassados e a Confúcio), que tinham sido condenados por Inocêncio X e pela Propaganda Fide. Esta última instituição criou também três vicariatos entre a China e a Índia, com a finalidade de interromper o padroado português.
Este papa foi um grande mecenas, tendo entre outras obras encomendado a colunata da Praça de São Pedro, o mausoléu na basílica Vaticana onde seria sepultado e a escultura interior da Porta del Popolo (comemorativa da conversão da rainha Cristina da Suécia) a Bernini. O seu papado terminou a 22 de maio de 1667.
Como referenciar: Alexandre VII in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-30 04:31:38]. Disponível na Internet: