Alfred Ayer

Filósofo britânico, Sir Alfred Julius Ayer nasceu a 29 de outubro de 1910, em Londres, e faleceu em 1989. Estudou em Eton e Oxford, onde iniciou a sua carreira académica. Foi Professor de Filosofia e Lógica na Universidade de Londres, entre 1946 e 1959, tendo-se sido depois transferido para Oxford.
Este filósofo britânico é considerado o introdutor do movimento do Círculo de Viena no seu país. Na sequência das ideias neopositivistas defendidas no âmbito deste movimento filosófico, Ayer assume uma tendência cientifista e antimetafísica que culmina na aceitação do "princípio da verificabilidade", segundo o qual só são aceitáveis aquelas proposições que sejam exclusivamente tautológicas ou que possam ser confirmadas pela experiência empírica. As proposições metafísicas não são tautológicas nem verificáveis pela experiência, por isso devem ser rejeitadas, por não terem qualquer significado. O que se diz relativamente à metafísica, pode-se dizer, de outro modo, da religião e da ética, que se não pertencerem ao domínio da psicologia e da sociologia, são apenas manifestações emotivas, destituídas da objetividade.
Mais tarde, reconhecerá que o princípio da verificabilidade, embora permaneça um meio eficaz de discernimento do que é verdadeiro e do que é falso, não é suficiente, pois não se encontrou uma formulação satisfatória para este princípio.
A única forma de o homem desvendar o real é, metodicamente, pela análise, que vai decompondo parte a parte o que se oferece ao sujeito, que pode, desse modo, ir gradualmente aceitando ou rejeitando o que aparece como objetivo ou subjetivo. Assim se pretende eliminar o preconceito e criar condições para uma verificação objetiva do real.
Como referenciar: Alfred Ayer in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 05:34:06]. Disponível na Internet: