Alfred Molina

Ator inglês, Alfred Molina nasceu a 24 de maio de 1953 na cidade de Londres. Filho de pai espanhol e mãe italiana, estudou na Escola Guildhall de Musica e Drama de Londres. Trabalhou no palco no Teatro Nacional Real na peça The Night of the Iguana, de Tennessee Williams, e em Speed the Plow, de David Mamet.
Em 1981, estreou-se no cinema num filme de grande sucesso do realizador Steven Spielberg intitulado Raiders of the Lost Ark (Os Salteadores da Arca Perdida), onde interpretou o papel de Satipo, o líder do templo antigo.
Fez depois alguns trabalhos na televisão e voltou ao cinema, em 1985, num pequeno papel no filme LadyHawke (A Mulher Falcão), de Richard Donner. No mesmo ano, participou em Letter to Brezhnev, mas foi em 1987, no filme Prick Up Your Ears de Stephen Frears, que deu nas vistas com uma brilhante interpretação de Kenneth Halliwell, o amante de Joe Orton, dramaturgo inglês, papel interpretado por Gary Oldman. Entrou depois em alguns filmes menores e, em 1991, fez o papel do terrível pai de família iraniano casado com uma americana (Sally Field) no filme Not Without My Daughter (Rapto em Teerão). Em 1992, recebeu boas críticas pelo seu papel no filme Enchanted April (Viagem Sentimental), um drama de Mike Newell. Destaque ainda para o seu papel de emigrante cubano a viver em Miami em The Perez Family (1995). Entrou também em Dead Man (Homem Morto, 1995) de Jim Jarmush; Species (Espécie Mortal, 1995); Anna Karenina (1997); e Boogie Nights (Jogos de Prazer, 1997).
Em 1998, recebeu uma nomeação para o Tony de Melhor Ator pela sua interpretação na Broadway em Art, uma peça de Yasmina Reza.
Mais tarde, participou em filmes que fizeram sucesso junto da crítica e da bilheteira, caso de Chocolat (Chocolate, 2000), um filme de Lasse Halstrom, em que Molina faz o papel do presidente de câmara da pequena cidade francesa que insiste em fechar a loja de chocolate propriedade de Vianne (Juliette Binoche). Em 2002, voltou a interpretar uma personagem muito cativante, no papel do pintor Diego Rivera, marido da também pintora Frida Kahlo, no filme Frida, de Julie Taymor.
Mas é em 2004 que Molina tem um papel importante num filme de grande público, pelo qual recebeu bastantes aplausos dos críticos, ao encarnar a figura malévola de Dr. Otto Octavius em Spider Man 2 (Homem Aranha 2), de Sam Raimi.
Como referenciar: Alfred Molina in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 06:43:58]. Disponível na Internet: