Alija Izetbegovic

Político bósnio nascido a 8 de agosto de 1925 e falecido a 19 de outubro de 2003, era em 1990 presidente da República da Bósnia-Herzegovina, que anteriormente integrara a Jugoslávia. Em 1992 viu-se confrontado com uma guerra devastadora que assolou este território.
Este homem de religião muçulmana, formado em Direito pela Universidade de Sarajevo, foi em 1946 preso pelo Regime Comunista, acusado de envolvimento em atividades pan-islâmicas. Três anos mais tarde foi libertado, e regressa aos estudos para depois se dedicar à prática da advocacia na Bósnia.
Em 1983 foi outra vez preso, por distribuir propaganda islâmica, e foi condenado a uma pena de catorze anos, da qual cumpriu apenas cinco, sendo libertado em 1988.
Em 1990 fundou o Partido da Ação Democrática (PDA), que venceu as eleições desse mesmo ano, fazendo do fundador do partido presidente de um Estado coletivo de sete membros, onde estavam representados os sérvios, os muçulmanos e os croatas. As tensões étnicas tornaram impossível a convivência pacífica entre estes três povos, e assim se despoletou a Guerra Civil.
Como referenciar: Alija Izetbegovic in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-18 04:47:52]. Disponível na Internet: