Alina Villalva

Linguista portuguesa e docente no Departamento de Linguística Geral e Românica da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, desde 1984, Alina Villalva nasceu a 27 de junho de 1960, em Lisboa.
Especializou-se em morfologia linguística, com a dissertação de doutoramento intitulada Estruturas Morfológicas. Unidades e Hierarquias nas Palavras do Português, apresentada em 1995 à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e publicada em 2000, pela Fundação para a Ciência e Tecnologia/Fundação Calouste Gulbenkian.
Anteriormente, licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas - Estudos Portugueses e Franceses, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em julho de 1982 e completou mestrado em Linguística Portuguesa Descritiva pela mesma faculdade em outubro de 1986. Publicou um vasto, importante e inovador trabalho na área da morfologia, numa perspetiva generativista, sendo coautora de títulos de referência nos estudos linguísticos mais recentes, nomeadamente das obras Gramática da Língua Portuguesa (2003, Lisboa: Caminho) e Fonética, Fonologia e Morfologia do Português (1990, Lisboa: Universidade Aberta). Preparou ainda os seguintes trabalhos:
Pequenos Ensaios de Jornalismo Linguístico, Lisboa: Caminho, 2004.Manual de Morfologia, Universidade Aberta, 2004.O Essencial sobre Linguística (em colaboração com M. H. M. Mateus), Lisboa: Caminho, 2004.
O Essencial sobre Jornalismo Linguístico (em colaboração com A. Eliseu), Lisboa: Caminho, 2004.
O Essencial sobre Formação de Palavras, Lisboa: Caminho, 2004.
É investigadora-coordenadora do Grupo de Trabalho em Morfologia (GTM) da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, desde 2002, sendo responsável pelo projeto "BD.MOR: uma base de dados morfológicos para o Português".
Escreve no semanário Notícias da Amadora, desde 2003, ensaios e artigos de divulgação linguística, que fazem chegar ao público em geral as problemáticas linguísticas mais atuais, a respeito das quais se destacam alguns títulos: "Falar mal, escrever mal, ler pior e não saber ouvir", "Falar bem", "E se os brasileiros descobrem que os portugueses acham que eles falam Brasileiro?".
Como referenciar: Alina Villalva in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-20 20:04:53]. Disponível na Internet: