Almorávidas

A dinastia dos Almorávidas (al-murabitin), cuja designação pode ter advindo do nome do local (ribat) onde se reuniam os partidários de Yahya ben Ibrahim e Abdallah ben Yasin, surgiu no Magrebe, no século XI e esteve sob alçada política dos califas abássidas. O fundador da cidade de Marraquexe em 1060, e primeiro a atingir o poder, foi Iusuf ben Tachfin. Os Almorávidas eram provenientes do Sul de Marrocos e nómadas, caracterizando-se por serem acérrimos partidários da fação sunita e de Yahya ben Ibrahim e Abdallah ben Yasin, que defendiam uma reforma dos costumes muçulmanos ocidentais, considerados degradados. Os Almorávidas tiveram em Yahya ibn Umar o seu primeiro chefe militar, sucedido pelo seu irmão, Abu Bakr ibn Umar, que conquistou Marrocos com Iusuf ben Tachfin.
A convicção religiosa aliada à vontade de adquirir poder político levou-os à expansão a partir do Magrebe até se conseguirem afirmar não só nesta zona como também em Marrocos, conforme já foi dito. Acabaram por se estabelecer também na Península Ibérica, concretamente na Andaluzia, na sequência de um apelo que lhes foi feito em 1086 pelo príncipe de Sevilha, para conseguir reforços na luta dos príncipes muçulmanos contra os Cristãos. Foi na sequência deste chamamento que se deu a batalha de Zalaca (1086), da qual saiu derrotado o rei Afonso VI. Conseguindo reunir sob o seu poder uma série de reinos de pequena dimensão (taifas), adquiriram uma preponderância que lhes permitiu governar a seu bel-prazer um território que se estendia do Sul da Península até ao rio Tejo. Este governo foi, contudo, levado a cabo de uma forma cultural e religiosamente menos tolerante que os dos seus predecessores. A cidade de Coimbra foi atacada e conquistada em 1117 pelo filho de Iusuf ben Tachfin, Ali ibn Yusuf, restando apenas alguns Portugueses no castelo que lutaram até a cidade lhes ser restituída. Os Portugueses conseguiram prosseguir a reconquista até ao Alentejo e travar a batalha de Ourique, em 1139, quando o filho e sucessor de Ali ibn Yusuf, Tachfin ibn Ali, voltou para o Magrebe.
O seu ascendente terminou quando, no século XII, os Almóadas tomaram o poder sobre os territórios árabes do Magrebe e de Espanha, inaugurando uma nova era, em 1162, com a subida ao poder de Abd el-Mumin.
Como referenciar: Almorávidas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-22 14:42:17]. Disponível na Internet: