Álvaro Lapa

Pintor português, autodidata, Álvaro Carlos Dinis Lapa nasceu a 31 de julho de 1939, em Évora, e faleceu a 11 de fevereiro de 2006, no Porto. Viveu a sua infância e adolescência em Évora, onde frequentou aulas de pintura moderna com o pintor Charrua, e foi viver para Lisboa em 1956, tendo-se matriculado primeiramente na Faculdade de Direito e, mais tarde, na de Filosofia, curso que concluiu apenas em 1975, já a viver no Porto.
Numa viagem a Paris em 1961, estabeleceu contacto com alguns pintores surrealistas e, no ano seguinte decidiu começar a pintar. Fez várias exposições individuais e coletivas e incentivado pelo amigo e pintor João Cutileiro muda-se para o Porto em 1973.
Exerceu a docência, mas centrou a sua atenção tanto na pintura como na literatura, embora se tenha dedicado mais à primeira. A sua arte tem uma vocação narrativa onde a letra e a palavra funcionam como elementos de composição do quadro.
Recebeu vários prémios, entre eles, o Grande Prémio EDP. Publicou também diversos livros, entre os quais Raso como o Chão (1977) e Barulheira (1978).
Como referenciar: Álvaro Lapa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 06:03:48]. Disponível na Internet: