Amadeo Giannini

Banqueiro norte-americano, Amadeo Peter Giannini nasceu a 6 de maio de 1870, em San José, na Califórnia, sendo filho de um imigrante italiano. Aos treze anos, deixou a escola para trabalhar na empresa do padrasto, ligada ao ramo da alimentação, da qual chegou a ser sócio a partir dos 19 anos. Aos 31 anos, deixou o negócio de família e, três anos mais tarde, fundou o Banco de Itália, onde concedia empréstimos com dinheiro que controlava por ser testamenteiro do sogro. Inicialmente, os outros banqueiros não o consideravam um concorrente que devessem temer, mas em 1906 mudaram de opinião, após o terramoto e vaga de incêndios que devastaram São Francisco. Na manhã da tragédia, encheu um camião com valores resgatados do seu banco e atravessou a cidade com dois milhões de dólares em ouro e outros valores. Esta fortuna ia escondida debaixo de caixotes de fruta e legumes. Quando os incêndios foram apagados abriu um balcão provisório do Banco de Itália, sendo o único da cidade em funcionamento. Acabou por ser fundamental na recuperação da cidade ao financiar pequenos comerciantes para regressarem ao ativo.
As suas políticas generosas de empréstimo eram bastante apreciadas, o que levou à expansão do banco por todo estado da Califórnia através da criação de um sistema de sucursais. Este sistema, o primeiro a funcionar nos Estados Unidos, consistia na compra de pequenos bancos para os tornar em sucursais do Banco de Itália. Em 1928, organizou uma sociedade destinada a dirigir todos os seus negócios e interesses, a Transamerica Corporation. Amadeo Giannini era o presidente da direção. Dois anos mais tarde, o Banco de Itália, que estava incluído na holding, transformou-se no Bank of America National Trust and Savings Association, ao juntar-se ao Bank of America of California, que Giannini tinha criado em 1927. também através da fusão de pequenas instituições bancárias. Este novo banco destacava-se dos outros por fazer grandes empréstimos a produtores de fruta da Califórnia e produtores de cinema, numa altura em que mais nenhuma instituição financeira financiava filmes, ajudando assim significativamente ao desenvolvimento destas duas indústrias.
A sociedade de Giannini ultrapassou a crise provocada pela Depressão surgida em 1929 e tornou-se o maior banco dos Estados Unidos da América e a maior instituição bancária privada do Mundo.
O banqueiro morreu a 3 de junho de 1949, em San Mateo, na Califórnia, sem ter acumulado, por opção própria, uma grande fortuna, já que preferia fazer donativos a instituições através das fundações que criou.
Como referenciar: Amadeo Giannini in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-21 20:33:00]. Disponível na Internet: