amerício

O amerício, cujo símbolo químico é Am, é um elemento químico sólido, metálico, preparado por síntese, radioativo, pertencente ao grupo dos actinídeos, de cor prateada, que se localiza no grupo 3 e período 7 da Tabela Periódica.
Este elemento possui número atómico 95 e massa atómica 243.
O amerício é mais brilhante que o plutónio e o neptúnio e mais maleável que o urânio e o neptúnio. A perda do seu brilho é lenta no ar seco à temperatura local. Este elemento funciona como fonte de ionização para detetores de fumos.
O amerício é um metal das terras raras que deve ser manuseado com muito cuidado, uma vez que é um emissor de partículas alfa e gama.
A atividade das partículas alfa no amerício-241 é cerca de três vezes superior à do rádio.
Conhecem-se 10 isótopos deste elemento.
O amerício só é encontrado em ambiente controlado dentro de laboratórios de investigação e centrais nucleares.
O amerício foi descoberto em 1944 em Chicago, Estados Unidos da América, pelos cientistas Glenn T. Seaborg, Ralph A. James, L. O. Morgan e Albert Ghiorso como resultado de sucessivas reações de captura de neutrões por bombardeamento de urânio-238 com partículas alfa.
O nome amerício deriva do inglês America.
O amerício é usado como fonte de ionização para detetores de fumos e o amerício-241 como fonte portátil de raios gama.
Como referenciar: amerício in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-19 16:42:19]. Disponível na Internet: