Amílcar Theias

Político e governante português, Amílcar Theias nasceu a 9 de agosto de 1946, em Lisboa. Em 1971 obteve a licenciatura em Economia pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras (ISCEF), tendo posteriormente estagiado no Banco da Union Parisienne, em França, e no Banco Raiffeisen, na Holanda. Fez ainda um curso de Finanças Públicas do Fundo Monetário Internacional, em Washington, nos Estados Unidos da América.
Entretanto, mal terminou os estudos no ISCEF, ingressou no Ministério das Finanças onde foi técnico superior do Gabinete de Estudos e Planeamento até 1977. Neste ano, passou a subdiretor-geral do mesmo gabinete, onde se manteve em funções até 1980.
Durante este período de tempo, e paralelamente à sua carreira profissional, Amílcar Theias foi também vogal do Conselho Nacional de Estatística (1973), correspondente do Fundo Monetário Internacional no domínio das estatísticas das Finanças Públicas (1976), vogal da Comissão de Reforma Fiscal (1978), vogal da Comissão de Reforma do Ministérios das Finanças (1979), vogal do Conselho Consultivo do Instituto de Investimento Estrangeiro (1978-1979) e representante do Ministério das Finanças junto da Comissão de Integração Europeia (1979). Integrou ainda as delegações que participaram nas negociações do acordo "stand-by" com o Fundo Monetário Internacional (1978), no Exame OCDE da Economia Portuguesa, no Comité de Política Económica da OCDE e no Comité Económico da EFTA. Entre 1977 e 1980 foi também presidente da Comissão de Fiscalização do Crédito Predial Português. A partir de 1980 e até 1986 Amílcar Theias foi conselheiro financeiro da Missão e da Representação Permanente de Portugal junto das Comunidades Europeias. Acompanhou as negociações de adesão no domínio monetário-financeiro, orçamental e fiscal, no direito de estabelecimento bancário e dos seguros. Paralelamente, assegurou as relações com o Banco Europeu de Investimento.
Em 1986 passou a ser diretor no Secretariado-geral do Conselho de Ministros da União Europeia, operando nas áreas de economia e finanças. Em 1990 foi promovido a diretor do secretariado.
Entre 2001 e 2002 foi colaborador do Grupo BPN tendo ainda exercido a vice-presidência do Fórum para a Competitividade.
Em complemento à sua atividade profissional, Amílcar Theias lecionou no Instituto Superior de Economia entre 1972 e 1976 e na Universidade Católica entre 1977 e 1979 e entre 1981 e 1985.
A nível político inscreveu-se como militante no Partido Social Democrata. Esta ligação ao PSD levou a que o primeiro-ministro Durão Barroso o convidasse para ministro das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente do XV Governo Constitucional. Amílcar Theias tomou posse a 5 de abril de 2003.
Como referenciar: Amílcar Theias in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-04 03:26:30]. Disponível na Internet: