Amor Divino

Romance publicado pela primeira vez em 1877, pertencente à série Comédia do Campo, subintitulado Estudo Patológico de uma Santa, com o qual Teixeira de Queirós se propõe fazer o "diagnóstico e etiologia da santidade". O enredo gira em torno da transformação de uma camponesa minhota numa "santa" local, por um fenómeno de "histeria" coletiva alimentado pelas pregações dos religiosos, baseando-se num caso real lido na imprensa, acerca de uma mulher belga estigmatizada. No prefácio à segunda edição, de 1915, o autor explica as razões que o levaram a refazer a obra, após a leitura de alguns autores "místicos e devocionários", no sentido de relativizar as posições agnósticas e anticlericais assumidas três décadas antes, ao tempo resultantes de uma fé cega nas conclusões dos médicos e dos cientistas: "este livro padecia, na sua primeira forma, de arremetidas sectárias, que lhe desmereciam o seu já pouco valor; tinha algumas cruezas contra padres e contra a religião, que em nada serviam à verdade, nem lhe acrescentavam o valor."
Como referenciar: Amor Divino in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 12:41:19]. Disponível na Internet: