anáfase (mitose)

Fase muito rápida do processo mitótico, caracterizada pela clivagem dos centrómeros, que conduz à separação dos cromatídios.
Durante a anáfase, os centrómeros duplicam e cada cromatídio passa a constituir um cromossoma independente.
As fibrilas do fuso, que estão ligadas aos cromossomas, encurtam-se no decorrer da anáfase e, após a fissuração completa dos cromossomas e dos seus centrómeros, os cromossomas-filhos começam a afastar-se, deslocando-se para polos opostos da célula - ascensão polar dos cromossomas. Cada polo da célula passa a ter o mesmo número de cromossomas e, assim, a mesma quantidade de DNA. O mecanismo do movimento dos cromossomas ainda é mal conhecido, mas admite-se que ocorra um fenómeno de deslizamento entre os microtúbulos contínuos do fuso acromático e os microtúbulos cromossómicos.
Os dois ásteres destacam-se, na anáfase, dos microtúbulos contínuos e deslocam-se para o centro da célula, para a região onde ocorrerá a citodiérese.
Na anáfase não ocorre alteração do número de cromossomas, mas, visto ocorrer a separação dos cromatídios, o teor de DNA é reduzido a metade.
Como referenciar: Porto Editora – anáfase (mitose) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-18 09:58:16]. Disponível em