Andrei Bely

Escritor russo, nascido em 1880 e falecido em 1934, Boris Nikolaevich Bugaev adota o pseudónimo de Andrei Bely, sendo considerado uma das figuras-chave do Simbolismo russo. Sob a influência do filósofo Soloviov, publicou o seu primeiro trabalho intitulado A Segunda Sinfonia.
Em 1904, na sequência de um longo período durante o qual se correspondeu com Blok, surgiu o primeiro volume de poesia, Ouro Azure. Após diversas viagens pela Europa, regressou à Rússia, dando início às obras No limiar de Dois Séculos, O Início do Século e Entre Duas Revoluções, nas quais expôs as suas memórias e que constituem um importante documento para compreensão deste período da história literária russa.
No entanto, a reputação de Bely deve-se, essencialmente, à sua faceta de romancista, sendo dignas de nota, as narrativas O Pombo de Prata e Petersburgo, esta última considerada a sua obra-prima. Debatendo as questões da identidade e consciência, Petersburgo surgiu no mesmo ano de Ulysses de James Joyce, o que constituiu uma coincidência peculiar, uma vez que ambas as obras se ancoram na mitologia, explorando os neologismos e a paródia.
Como referenciar: Andrei Bely in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-24 18:35:19]. Disponível na Internet: