Andrew Heiskell

Editor e filantropo norte-americano nascido em 1915, em Itália, mas viria a mudar-se para os Estados Unidos da América.
Em 1945, com apenas trinta anos, chegou a editor da famosa revista norte-americana Life.
Mais tarde, foi diretor da empresa de comunicação Time, responsável pela revista com o mesmo nome, onde se destacou como defensor das liberdades de imprensa e de expressão. Andrew Heiskell foi ainda um dos responsáveis pelo lançamento da revista People, também bastante bem sucedida.
Paralelamente à carreira de editor desenvolveu diversas atividades como ativista. Assim, em 1967 ajudou a fundar a Coligação Urbana Nacional e, na década de 80, contribuiu de forma decisiva para a revitalização da Biblioteca Pública de Nova Iorque, na qual serviu como presidente da direção.
Heiskell também foi cofundador da Corporação de Restauração do Parque Bryant, um dos maiores espaços verdes de Nova Iorque, e fez parte da direção da Academia Americana de Roma e do Teatro Lincoln Center.
Foi um dos fundadores, na década de 80, da People for the American Way, uma associação idealizada por Norman Lear para combater de forma positiva o poder crescente do movimento político religioso de direita emergente nos Estados Unidos da América. A associação defende o pluralismo, a individualidade, as liberdades de pensamento, expressão e religião, o sentido de comunidade e a tolerância e compaixão para com os outros. Heiskell exerceu as funções de diretor e conselheiro da organização durante vinte anos.
Em 1982 foi nomeado diretor-fundador do Comité Presidencial das Artes e das Humanísticas e, onze anos mais tarde, recebeu o prémio outorgado por essa instituição a personalidades que se destacaram nessas áreas. O então Presidente da República dos Estados Unidos da América, Bill Clinton, destacou o papel de Heiskell na promoção de atividades culturais e de instituições de interesse geral.
Andrew Heiskell morreu a 6 de julho de 2003 nos Estados Unidos da América.
Como referenciar: Andrew Heiskell in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 04:31:15]. Disponível na Internet: