Anna Lindh

Política e governante sueca, Ylva Anna Maria Lindh, nascida a 19 de junho de 1957, em Enskede, na Suécia, e falecida a 11 de setembro de 2003, era ministra dos Negócios Estrangeiros do seu país quando foi assassinada.
Anna Lindh iniciou-se na política aos doze anos, quando se alistou na juventude social-democrata da Suécia, nomeadamente para protestar contra a guerra no Vietname.
Em 1982 licenciou-se em Direito na Universidade de Uppsala, no mesmo ano em que foi eleita deputada ao parlamento sueco, onde esteve até 1985. Entretanto, em 1984 tinha sido a primeira mulher a ser eleita líder da juventude social-democrata sueca. Manteve-se no cargo durante seis anos e especializou-se em assuntos internacionais. Entre 1991 e 1994 foi comissária para a cultura e ambiente e presidente-delegada do município de Estocolmo. O seu trabalho em prol do meio ambiente levou a que, em 1994, fosse convidada para liderar o Ministério do Ambiente sueco, quando os sociais-democratas ganharam as eleições legislativas.
Quatro anos mais tarde, após nova vitória social-democrata nas eleições suecas, Anna Lindh assumiu o cargo de ministra dos Negócios Estrangeiros. Um dos pontos altos do seu mandato ocorreu aquando da presidência sueca da União Europeia, em 2001. Anna Lindh presidiu ao Conselho Europeu, representando a política externa da União Europeia. Foi uma das responsáveis pela obtenção de um acordo de paz entre a Macedónia e o Kosovo, que evitou uma guerra civil.
Pouco tempo antes da sua morte, Anna Lindh começou a ser falada como uma das principais candidatas a suceder ao primeiro-ministro sueco Goran Persson. Foi também uma das principais vozes a favor da entrada da Suécia no sistema Euro, a moeda única europeia. O referendo sobre o Euro realizou-se três dias após a morte da governante.
Anna Lindh morreu a 11 de setembro de 2003, depois de ter sido atacada à facada na véspera quando andava às compras. Foi atingida no peito, no estômago e nos braços e não sobreviveu a uma operação de nove horas. Alguns dias após o crime foi detido um sueco de ascendência sérvia, Mijailo Mijailovic, que em janeiro de 2004 confessou o crime.
Como referenciar: Anna Lindh in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-17 11:17:25]. Disponível na Internet: