Anouk Aimée

Atriz francesa, Françoise Sorya Dreyfus nasceu a 27 de abril de 1932, em Paris, e adotou o nome artístico de Anouk Aimée. Dotada de uma beleza misteriosa e fascinante, a atriz brilha no grande ecrã aos 16 anos, pela mão do realizador Jacques Prévert, no filme Les Amants de Vérone (1949). No ano seguinte, participa na produção inglesa The Golden Salamander (1950) e volta a Inglaterra em 1953 para as filmagens de The Man Who Watched the Trains Go By (O Homem Que Via os Comboios Passar). Participa em várias produções francesas e alemãs, mas foi com o realizador italiano Federico Fellini que a sua carreira despontou para o sucesso: em 1960, podemos vê-la, fascinante, em La Dolce Vita, ao lado de nomes como Marcello Mastroianni e Anita Ekberg. Um ano mais tarde, ela é uma bailarina de cabaret no filme Lola (1961), de Jacques Demy, realizador que soube tirar partido do seu ar misterioso e a tornou inesquecível. No ano seguinte, participa no filme The Last Days of Sodom and Gomorrah (Os Últimos Dias de Sodoma e Gomorra,1962) de Robert Aldrich. Em 1963, volta a trabalhar com Fellini, desta vez no filme 8 ½ (Fellini Oito E Meio, 1963) e, em 1966, é a protagonista do filme de Claude Lelouch Un Homme et Une Femme (Um Homem e Uma Mulher), pelo qual será nomeada para o Óscar de Melhor Atriz. Continua a protagonizar filmes de grandes realizadores como George Cukor, o "realizador das grandes atrizes", no filme Justine (1961), Sidney Lumet, no filme The Appointment, onde contracena com Omar Sharif, e o realizador Bernardo Bertolucci em Tragedia di Un Uomo Ridicolo (A Tragédia de um Homem Ridículo,1981). Em 1979, recebeu o Prémio de Melhor Interpretação Feminina no Festival de Cannes, pelo seu desempenho no filme de Marco Bellocchio, Salto Nel Vuoto (1979). Nas duas décadas seguintes, Anouk Aimée participou em cerca de 12 longas metragens, sendo de destacar o reencontro com Lelouch no "seguimento" do filme anterior, Un Homme et Une Femme, 20 And Déjà (Um Homem e Uma Mulher, Vinte Anos Depois, 1986) e Prêt-à Porter (1994), de Robert Altman. Ao longo de cinco décadas de carreira, a atriz participou em cerca de 70 filmes e uma dezena de séries televisivas, entre as quais Napoléon (Napoleão, 2002), integrando um elenco de luxo que incluia nomes como Christian Clavier, Gérard Depardieu e John Malkovich.
Como referenciar: Anouk Aimée in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-12 10:11:26]. Disponível na Internet: