Artigos de apoio

António Rocha
Fadista, poeta popular, António Domingos Abreu da Rocha nasceu a 20 de junho de 1938, em Lisboa, em Belém. Já cantou nas mais importantes casas da capital, com especial assiduidade no Faia. É conhecido como o rei do fado menor.
Oriundo de uma família pobre, descobriu a sua veia fadista muito cedo, cantando, desde miúdo, em retiros na margem sul de Lisboa, como o Retiro do Pancão e o Retiro do Canas, em Almada. Cresceu e empenhou-se no ofício de ferrageiro, até que lhe ofereceram melhor salário no Retiro Andaluz e tornou-se fadista profissional. Em 1959, num concurso no Café Luso, foi considerado o melhor intérprete do fado menor – uma das três melodias tradicionais do fado. Em 1967, elegeram-no, por votação popular, o "rei do fado".
Possui uma extensa discografia, do tempo do vinil, e alguns trabalhos editados em CD, com destaque para o álbum de originais Silêncio, Ternura e Fado (Ovação, 2003). É autor da letra de onze dos doze fados cantados. Acompanham-no Manuel Mendes (guitarra portuguesa), Carlos Manuel (viola) e Joel Pina (viola baixo). Realça-se ainda a coletânea editada pela Movieplay em 1998, que inclui alguns dos seus maiores êxitos. Entre outros, "Sombras da Madrugada", "Lá na Caserna", "Chorai Fadistas Chorai" e "Portas da Saudade".
Em 1996, juntamente com Beatriz da Conceição, foi convidado para um projeto muito especial, por Paul Van Negel, diretor do Helgas Ensemle – o agrupamento de música erudita, especializado em música polifónica dos períodos da Idade Média e do Renascimento. Juntos gravaram um disco intitulado Tears of Lisbon (Sony Classical), onde convivem fados e música do século XVI.
Foi artista convidado do programa Lisboa Capital Europeia da Cultura, em 1994, e da Expo'98, onde realizou sete concertos. E também no Porto Capital Europeia da Cultura, em 2001, integrando o espetáculo Fado - Os Poetas Populares. Já deu concertos por todo o mundo, em países como Holanda, Bélgica, França, Estados Unidos, Espanha e Itália, com destaque para o Festival de Música do Mundo de Barcelona, em 1997, e os Encuentros En La Música, de Tenerife, em 2001, em que foi convidado especial. Muitas das suas letras foram cantadas por outros fadistas, incluindo Fernando Maurício, Tristão da Silva, Carlos Zel e Maria Portugal. Juntamente com Julieta Estrela, é professor de fado, na Casa do Fado e Guitarra Portuguesa, em Alfama.
Como referenciar: António Rocha in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-01-19 23:03:12]. Disponível na Internet: