Antonio Soler

Escritor e roteirista de televisão espanhol nascido em 1956, em Málaga, Espanha.
Órfão de pai, interessou-se desde pequeno pelos livros e formou-se como Técnico em Atividades e Empresas Turísticas na Escola de Turismo de Málaga. Aos 22 anos, ficou um longo período acamado, devido a um acidente de viação.
Pouco conhecido do público e reconhecido pela crítica, o escritor publicou Extranjeros en la Noche (1992), Modelo de Pasión, que obteve o Prémio Andaluzia (1993), Los Héroes de la Frontera, com o qual recebeu o Prémio Andaluzia da Crítica (1995) e o Prémio Arcebispo Juan de San Clemente (1996), Las Bailarinas Muertas (As Bailarinas Mortas), com o qual ganhou o Prémio Heralde (1996) e o Prémio Nacional da Crítica (1997), El Nombre que Ahora Digo, ganhando o Prémio primavera de Novela Espasa Calpe (1999), El Espiritista Melancólico (2001) e El Camino de los Ingleses, que recebeu o Prémio Nadal 2004. Os seus livros já foram traduzidos para várias línguas, como francês, grego, italiano, alemão, romeno e português. Colabora ainda com a imprensa, sendo colunista do El Mundo.
Como referenciar: Antonio Soler in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-18 14:14:05]. Disponível na Internet: