Aparições

Coletânea de poesias de Guilherme de Azevedo, publicada em 1867, que reúne em volume as primeiras produções líricas do autor, dispersas pela imprensa periódica, marcadas pelo lirismo amoroso, ingénuo, de influência ultrarromântica e lamartiniana, de onde ressaltam, como temas dominantes, a idealização da figura feminina (vejam-se composições como "À musa", "És a mesma", "A ti", "A visão") e a experiência desencantada do amor e da vida (veja-se a poesia "Sonhos passageiros"). Em algumas composições, no entanto, insinua-se já a temática social e progressista, patente em "Ideal" ou sobretudo em "Ao século", onde o poeta invetiva a humanidade a caminhar avante em direção ao futuro. Na sua carta posfacial, Ernesto Marrecos aplaude o autor por compreender "que ao poeta incumbe, a mais de ser crente, verdadeiro e original, a preconização dos grandes princípios".
Como referenciar: Aparições in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-21 18:04:35]. Disponível na Internet: