Arausio (Orange)

Atualmente corresponde à cidade de Orange.
Cidade da Gália transalpina, onde forças conjuntas do cônsul Maximus e do pré-cônsul Servilius Caepio foram derrotados pelos Zimbros em 105 a. C., tendo este evento inspirado as reformas militares de Marius. Oppidum da tribo celta dos Cavares, Arausio torna-se por volta de 35 a. C. uma colónia para os veteranos de uma região. A repartição do solo entre os colonos foi muitas vezes retificada, como o demonstram os numerosos fragmentos de três cadastros do fim do século I d. C. e inícios do século II.
A cidade estava fechada por um recinto hexagonal. A 50 metros deste, em direção a norte, encontravam-se os arcos de três vãos mais antigos, ainda conservados. Tem ainda a particularidade de possuir dois áticos sobrepostos; uma inscrição em letras de bronze, data do período de construção, 26-27 d. C. A decoração consiste essencialmente em dois frisos de batalhas sobre o segundo ático. Estas cenas fazem uma alusão mais simbólica do que histórica da revolta das Gálias em 21 d. C. O estudo da decoração arquitetónica confirma esta data, situando o monumento no final de uma série de arcos augustanos.
A cidade, que se tornou sede de um bispado no século III d. C., foi devastada pelos bárbaros e depois pelos Sarracenos. O seu bispado foi suprimido em 1790.
Como referenciar: Arausio (Orange) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 14:48:08]. Disponível na Internet: