Artigos de apoio

Arcos Romanos
Em finais do século passado foi demolido um dos arcos ou portas da muralha romana da cidade de Beja outrora conhecida por Pax Julia. Os seus blocos, de granito, foram transportados para o mercado do peixe onde, tempos mais tarde, Leite de Vasconcelos os viria a reconhecer nas bancas de venda. Contou, nessa altura, 24 blocos.
Junto ao castelo medieval ainda subsiste um desses arcos cujo fecho é constituído por um elemento figurativo em mármore que tem sido interpretado como uma cabeça de touro. Esta escultura é em tudo idêntica às cabeças de touro que se encontram no Museu de Beja e que foram alvo de atenção por parte de inúmeros autores, desde, pelo menos, o século XVI.
Leite de Vasconcelos identificou e desenhou várias destas cabeças: uma no Museu Municipal, teria cerca de 50 cm de altura, outra na Torre de Santa Maria, duas na igreja de S. João e uma na cerca do Paço Episcopal.
Um eco da memória destes elementos escultóricos em mármore é ainda a denominada Rua do Touro, na cidade de Beja.
Como referenciar: Arcos Romanos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-08-16 16:29:47]. Disponível na Internet: