Artur Albarran

Jornalista português nascido a 16 de janeiro de 1953. Destacou-se na televisão no início da década de 80, especialmente a partir do momento em que fez parte da equipa que fundou o programa "Grande Reportagem" na Radiotelevisão Portuguesa (RTP).
Começou a sua carreira de jornalista no Rádio Clube de Moçambique, tendo ainda passado pelo Rádio Clube Português antes de ingressar na RTP. Depois de ter integrado a equipa da "Grande Reportagem", Albarran foi diretor de informação dos dois canais da televisão estatal.
A popularidade do jornalista aumentou quando foi enviado especial da RTP à Guerra do Golfo, no início de 1991. Ainda como repórter de guerra, acompanhou o conflito na Somália, a partir de dezembro de 1992, quando as forças norte-americanas entraram neste país africano para tentar pôr fim à guerra civil. Ainda no início década de 90, foi diretor do jornal Século Ilustrado, quando este diário se tentou impor no mercado através de distribuição gratuita. Em 1993, fez parte da redação que trabalhou no arranque da TVI. Aqui, realizou e apresentou um programa de informação com o seu próprio nome e ao mesmo tempo apresentou o principal jornal da estação, à hora do jantar, ao lado de Bárbara Guimarães.
Mais tarde, passou para a SIC, onde se dividiu entre o setor da informação e a programação de entretenimento. Começou por apresentar a "Cadeira do Poder", um programa em estúdio onde um participante fazia de primeiro-ministro e outro de líder da oposição. Depois seguiu-se "Imagens Reais", um programa que apresentava uma seleção de imagens de acontecimentos trágicos e espetaculares apanhados por câmaras de filmar.
A partir de janeiro de 2001, apresentou o programa de entretenimento "Acorrentados", na SIC, que tentou, mas sem sucesso, fazer concorrência ao popular reality show "Big Brother" da TVI.
Artur Albarran, para além do jornalismo e da televisão, também se ligou em finais da década de 90 ao setor da promoção imobiliária, através de uma empresa ligada a Frank Carlucci, antigo embaixador dos Estados Unidos da América em Lisboa e antigo secretário de Estado norte-americano. Em 2004, o empresário e ex-jornalista Artur Albarran foi alvo de investigações sobre evasão fiscal à empresa Euroamer, integrada no grupo Carlyle.
Como referenciar: Artur Albarran in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-21 10:01:52]. Disponível na Internet: