aspirina

O ácido acetilsalicílico é um medicamento com propriedades analgésicas e anti-inflamatórias.
Este ácido foi sintetizado pela primeira vez em 1893, a partir do ácido salicílico (analgésico inicialmente extraído da casca do salgueiro), pelo químico alemão Felix Hoffmann quando fazia pesquisas para aliviar as dores reumáticas do pai. O novo produto possuía as mesmas características anti-inflamatórias e analgésicas do ácido salicílico, mas não tinha o seu sabor azedo nem era tão irritante para as mucosas. Em 1899 a Bayer, companhia de produtos químicos onde Hoffmann trabalhava, sintetizou-o e comercializou-o sob o nome registado de "Aspirina".
O ácido acetilsalicílico prepara-se, quer laboratorialmente quer industrialmente, por reação entre o ácido salicílico e o anidrido acético, usando um catalisador (substância que não participa na reação mas aumenta ou diminui a sua velocidade).
Para a realização da experiência de síntese do ácido acetilsalicílico, é necessário o seguinte material: balança analítica, balão de erlenmeyer, placa de aquecimento, termómetro, proveta, funil de Buchner e estufa.
Os reagentes utilizados são os seguintes: ácido salicílico, anidrido acético, ácido sulfúrico, sulfato de cobre (II) anidro e gelo.
Começa-se por pesar cerca de 2 g de ácido salicílico e transfere-se para um balão erlenmeyer de 100 ml, seco. Adiciona-se 5 ml de anidrido acético e 4 gotas de ácido sulfúrico. Aquece-se o sistema em banho-maria, durante 10 minutos, mantendo a temperatura entre 60-70 ºC. Em seguida, adiciona-se cuidadosamente 2 ml de água desionizada e agita-se até terminar a libertação de vapores de ácido acético. Retira-se o erlenmeyer do banho-maria e adiciona-se 20 ml de água desionizada e agita-se bem. Deixa-se em repouso, até formação de cristais de ácido acetilsalicílico. Arrefecem-se os cristais em banho de gelo para aumentar o rendimento do produto.
Por fim, filtram-se os cristais com o auxílio de um funil de Buchner, levando-os de seguida duas vezes com 5 ml de água desionizada de cada vez. Secam-se os cristais sob vácuo e depois na estufa a 90 ºC durante cerca de 1 hora.
Como referenciar: Porto Editora – aspirina na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-26 08:34:37]. Disponível em