Atricornitídeos

Família de aves, da subordem dos menures e da ordem dos passeriformes constituída por duas espécies. A subordem a que pertence esta família, denominada também por subordem das aves canoras primitivas é a mais pobre em formas da complexa ordem dos passeriformes.
As aves desta família que são aparentadas com as aves-lira, assemelham-se a carriças rabilongas.
Foi descoberta pela primeira vez em 1842 a espécie Athrichornis clamosus, a ave-de-matagal-ruidosa. Em 1865 foi descoberta a outra espécie Athichornis rufescens, o pássaro-de-matagal-avermelhado. O primeiro tem cerca de 20 centímetros de comprimento de cor castanho-escura, com a cabeça e o peito esbranquiçado. As patas são extremamente robustas. Conhece-se muito mal e chegou a pensar-se que estava extinto, mas em 1961 pode encontrar-se um exemplar macho. Nos últimos anos foi encontrado um ninho, constituído por uma formação globosa de folhas secas, entrelaçadas e atapetadas com polpa de madeira semidigerida como fazem os pássaros-de-matagal-avermelhados. Estes são mais conhecidos, pois ainda se conservam em número relativamente abundante.
Nidificam entre setembro e dezembro. As posturas são de dois ovos de cor de rosa-pálida e com manchas pardas. Esta espécie alimenta-se de pequenos insetos e gastrópodes. São voadoras medíocres mas boas corredoras. Vivem exclusivamente na Austrália oriental.
Como referenciar: Atricornitídeos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-24 13:19:16]. Disponível na Internet: