autoerotismo

Autoerotismo é, numa perspetiva psicanalítica, a fase de amor próprio da sexualidade infantil, o estádio de desenvolvimento emocional em que o prazer sexual é adquirido somente através da experiência subjetiva. Nesta, uma pulsão parcial encontra prazer num local (zona erógena), sem existir uma unidade corporal.
Esta fase autoerótica surge durante o período de amamentação. Deve-se distinguir do narcisismo, já que o autoerotismo não tem objeto, enquanto que no narcisismo o ego é reconhecido como sendo do próprio e a criança sente o seu corpo como objeto de amor.
Para Freud, o autoerotismo era essencial, pois permitia fundar a teoria das psicoses. Nesta, o sujeito encontra-se num estádio autoerótico, anterior à constituição do objeto total e da imagem unificada de si mesmo. Esta perspetiva facilitou inúmeras investigações posteriores e conduziu à teoria do autismo infantil.

Como referenciar: autoerotismo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 11:52:31]. Disponível na Internet: