automutilação

A automutilação é o dano infligido por uma pessoa a alguma parte do seu corpo.
O mais comum, e também o menos grave, é o corte do pulso, que surge nos adolescentes, quer como forma de atrair atenção, quer para aliviar a tensão que sente. Existe ainda uma forma de automutilação considerada mais grave, mas felizmente mais rara, que pode levar o indivíduo a amputar membros a si próprio. Estes sintomas ocorrem em esquizofrénicos ou em deprimidos com dificuldades sexuais, que podem inclusive cortar o pénis, os testículos, etc. Pode ainda ser simplesmente um comportamento que é sintoma de perturbação mental, sem estar enquadrado numa doença diagnosticada. É frequente nas crianças privadas de cuidados maternos, bem como nos sujeitos psicóticos, que magoam o corpo como forma de sentir algo, nem que seja a dor física.
Um caso famoso de automutilação é o do pintor Van Gogh, que se automutilou cortando a sua orelha. Este caso mostra bem como um comportamento deste género pode ser bastante complexo.

Como referenciar: automutilação in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-25 05:22:53]. Disponível na Internet: