Artigos de apoio

Avenida de Roma
Os contos reunidos nesta coletânea de Artur Portela Filho, publicada em 1961, são quase todos (com exceção de "O Pátio Espanhol" e "Agadir") protagonizados pelas personagens João e Jorge, duas personagens definidas por traços opostos: o segundo simbolizando a capacidade de adaptação ao mundo moderno, dotado de destreza nas relações e nos gestos; e o primeiro, o seu reverso, sempre desajeitado ou atrapalhado, incapaz de conduzir, de sintonizar um televisor, e com quem as mulheres se irritam. Agressora para um, imbuída de um sentido cosmopolita para outro, a grande protagonista de grande parte dos contos é a cidade moderna, com os seus semáforos, publicidade, cinema, autocarros, esplanadas, cafés, canções norte-americanas. Ao mesmo tempo, as narrativas exploram a interseção entre a narração e o cinema: não só alguns contos se situam durante uma sessão de cinema, como os atores de cinema, evocados pela publicidade, coabitam o espaço visual com personagens ficcionais, pelo que a observação do que se passa na tela de cinema ou nos cartazes publicitários confunde-se frequentemente com a observação das pessoas que cruzam o campo de visão. A técnica narrativa usa, deste modo, conscientemente a técnica da realização cinematográfica e não se coíbe de expor o paralelismo entre as duas formas de representação do real: "João viu imediatamente, do outro lado da vidraça, à direita, num corte cinematográfico, a cabeça de Mariana" ( p. 108). Outras características datam esta coletânea num contexto de divulgação do nouveau roman, como a preferência pela focalização externa, na descrição da cidade, de figuras ou reprodução de fragmentos de diálogos; a redução do tempo diegético a alguns minutos, algumas horas; a ausência de intriga; a influência do romance policial, por exemplo, em "Agadir", onde se explora um postulado típico do nouveau roman, o da consciência de que a perspetiva que cada personagem detém sobre a realidade é um fragmento ficcionado dessa realidade.
Como referenciar: Avenida de Roma in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-09-22 14:19:41]. Disponível na Internet: