Ayala Boto

Promotor do desporto, professor e publicista português, José Duarte de Ayala Boto nasceu a 26 de maio de 1901, em Lisboa.
Realizou os estudos secundários no Liceu Pedro Nunes, tendo assumido, em 1912, a direção da revista Os Novos, órgão da Associação Escolar. Após frequentar algumas disciplinas da Faculdade de Ciências e da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, candidatou-se ao exame de Estado de habilitação ao magistério liceal de Educação Física, ficando aprovado em 1933. Efetivou no Liceu Normal de Lisboa, onde permaneceu até 1943, ano em que foi designado inspetor dos Desportos da Direção-Geral de Educação Física, Desportos e Saúde Escolar, pertencendo também, entre 1943 e 1962, ao secretariado de redação do Boletim dessa mesma direção-geral. Em 1960, foi ainda chefe de Repartição da Direção-Geral de Desportos. Ayala Boto militou pelo Integralismo Lusitano, dirigiu a Mocidade Portuguesa desde a sua fundação e exerceu o cargo de secretário do Corpo Nacional de Escutas. Para além disso, fundou o Orfeão Académico de Lisboa, com Paulo de Brito Aranha, Carlos Afonso Chaby, entre outros, e a Sociedade Coral Duarte Lobo.
Apologista patriótico dos atletas portugueses e da política do Estado Novo para a área de Educação Física, Ayala Boto promoveu o desporto, sobretudo a modalidade de hóquei em patins, através de artigos para revistas e jornais e de palestras proferidas na Emissora Nacional. Destaca-se a publicação do livro Desportistas Portugueses no Estrangeiro (1956).
Ayala Boto faleceu a 15 de junho de 1964, em Lisboa.
Como referenciar: Ayala Boto in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-25 12:13:04]. Disponível na Internet: