azinheira

Nome vulgar de plantas arbóreas do género Quercus, da família das Fagáceas.
A azinheira da espécie Quercus ilex, também conhecida por azinho, sardão ou sardoeira, é uma árvore de copa ampla, densa, ovoide ou arredondada, que pode atingir os 27 metros de altura. O ritidoma é cinzento e não suberoso.
As folhas são persistentes, pecioladas, lanceoladas ou orbiculares, com dois a nove centímetros de comprimento. A página superior é verde-escura, brilhante e a página inferior é verde-baça e tomentosa. No estado juvenil são de forma serrada a dentada e no estado adulto apresentam-se inteiras a serradas. As flores são unissexuais. As masculinas associam-se em amentilhos frouxos e as femininas formam inflorescências solitárias. A floração ocorre entre os meses de março e junho.
O fruto é uma bolota oval, um aquénio com cúpula com metade do seu comprimento.
A Quercus ilex é oriunda da zona do Mediterrâneo, distribuindo-se pelo Sul da Península Ibérica e Norte de África. É utilizada como planta ornamental.
A azinheira da espécie Quercus rotundifolia, também conhecida por azinheira-de-bolota-doce, azinho, sardão ou sardoeira, é uma espécie das regiões mais secas da Península Ibérica, França mediterrânea e Norte de África. Contribui, apesar da desertificação introduzida pelos humanos, para extensos povoamentos. Produz uma madeira, compacta, rija, com grande aplicação na indústria para, por exemplo, o fabrico de tacos e outros fins industriais. A madeira era antigamente muito procurada para o fabrico de carvão de azinho. Os seus frutos são bolotas, adocicadas, que contêm grande percentagem de óleos e outros princípios, que são utilizados quer para o fabrico de farinhas quer para alimentação direta do gado.
Como referenciar: azinheira in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-06 07:25:58]. Disponível na Internet: