azul

A origem do nome azul está no árabe lãzurd, que deriva de lãzaward, ou lápis-lazúli. Símbolo de imensidão e de contacto espiritual, é a cor mais transparente de todas e por isso é capaz de azular as águas. Safira das pedras preciosas, quando ligada a sangue é sinónimo de nobreza e por isso é também a cor do brasão de muitas casas reais da Europa. Na música, é um momento de tristeza e nostalgia. Ouro sobre azul é a perfeição atingida na combinação de diferenças do masculino com o feminino. O azul pode ser da Prússia, cobalto em cima de azulejos e porcelana, ultramarino, por ser demasiado longínquo, marinho, por estar meses e meses em contacto com o mar, pavão quando tenta imitar a ave real, turquesa, quando se abre e se concentra num esforço impossível por ser opaco e claro, celeste como o céu sem nuvens, claro quando desmaia para o branco. É uma cor fria e pura, que quando ligada a qualquer objeto o desmaterializa, desfazendo ou esbatendo as suas formas. Na pintura, representa a água, o ar, o reflexo dos espelhos, a transparência do cristal e o brilho dos diamantes. Eterno e presente, deixa de ser deste momento, porque estando lá já não está, parecendo próximo, está distante. O azul é uma cor calmante e relaxante que eleva, ao contrário do verde, que também sossega mas faz aterrar. Os egípcios consideravam o azul como a cor da verdade, os hindus atribuem o azul como sendo a cor da face de Meru, e na tradição judaica a Cidade Azul é o nome dado ao paraíso. No Budismo, o azul é a cor da sabedoria transcendente, que conduz à libertação. Nas línguas celtas, o termo glas pode ser indistintamente aplicado ao azul, ao verde e ao cinzento. Entre os astecas, o azul-turquesa era a cor do Sol, que simbolizava a renovação e a reencarnação. Era colocada uma pedra turquesa no local do coração antes de queimarem o corpo do rei falecido. O azul é o caminho dos sonhos e do inconsciente, mas também a cor da felicidade e da irrealidade, atrai para o infinito e para a meditação, e ao mesmo tempo dispersa e afasta, para aproximar e concentrar.
Como referenciar: azul in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-07 19:44:45]. Disponível na Internet: