azul da prússia

O azul da prússia, cuja composição é ferrocianeto de ferro, de fórmula química Fe4 [Fe [CN] 6] 3, é a designação atribuída ao pigmento sólido à luz que se utiliza para fabricar tintas para pintura e tintas de imprimir. Também se utiliza para azular a roupa branca. Não pode ser usado na pintura a fresco, pois em meio básico apresenta uma cor castanha.
Este pigmento começou a ser utilizado em 1704, mas no século XIX foi em grande parte substituído pelo azul de cobalto.
É constituído por partículas muito pequenas, dificilmente visíveis ao microscópio. A sua origem é artificial e obtém-se misturando uma solução salina de ferro (III) com uma solução de ferrocianeto de potássio.
Esta reação é muito usada em química analítica para a determinação dos iões ferro (III).
O azul da prússia é o primeiro exemplo de composto de coordenação de origem não biológica e também de estrutura supramolecular. Esta é formada pela interação do ião complexo hexacianoferrato (II) com o ião ferro (III), formando-se uma estrutura cúbica onde os iões ferro (II) e ferro (III) ocupam os vértices e os ligantes cianeto as arestas.

Como referenciar: azul da prússia in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-05 04:00:57]. Disponível na Internet: