Artigos de apoio

B2B (business to business)
O aparecimento e consolidação da Internet permitiu, ao nível da gestão empresarial, o surgimento de novos instrumentos e ferramentas que representam alternativas por vezes muito interessantes face aos métodos mais tradicionais.
Concretamente no que respeita a canais de distribuição dos produtos e serviços produzidos pelas empresas e outras organizações, a Internet possibilitou o aparecimento de novas formas de fazer chegar aos clientes esses mesmos produtos e serviços.
A base para essas novas formas de distribuição é a criação de um site que permita uma eficaz comunicação e transação entre vendedores e compradores.
Deste modo, surgiram duas expressões fundamentais que designam métodos de troca via Internet, mas com diferenças no que respeita ao tipo de clientes em causa: o chamado B2B - Business to Business (em que os potenciais compradores são também empresas que adquirem bens e serviços vendidos por outras empresas) e o chamado B2C - Business to Consumer (em que os compradores são os consumidores finais dos bens e serviços em causa). As expressões B2B e B2C resultam das iniciais das expressões referidas em que "to" é substituído por "2", que tem a mesma fonética na linguagem anglo-saxónica.
O B2B é um sistema cada vez mais utilizado, que tem como suporte fundamental um site que serve de plataforma centralizadora da intervenção das empresas envolvidas, quer como vendedoras quer como compradoras. Esse site procede à integração dos sistemas informáticos das empresas envolvidas de forma que possam comunicar e transacionar sem obstáculos.
O B2B caracteriza-se desde logo pelo elevado grau de flexibilidade que proporciona em termos de comunicação entre as partes, designadamente em termos de negociação de condições de venda, de especificações de produtos, de condições de entrega, etc. A este nível, o B2B distingue-se desde logo do B2C.
As principais vantagens da utilização do B2B prendem-se com razões financeiras, na medida em que podem ser poupados custos importantes, nomeadamente administrativos, bem como ser obtidas condições preferenciais em termos de preços (por parte dos compradores). Ao mesmo tempo, a gestão da empresa pode resultar mais eficiente a vários níveis, na medida em que o acesso a produtos é mais rápido, a utilização de sistemas informáticos permite uma eficiente gestão dos inventários, etc. Do lado dos vendedores, uma das principais vantagens é a mais fácil e rápida adaptação aos interesses e necessidades dos compradores.
Paralelamente, a existência de um site de B2B pode ser utilizada para permitir às empresas aderentes o acesso a informações diversas acerca do setor, para incentivar a discussão conjunta de assuntos de interesse comum, etc.
No que respeita à sua forma e objetivos, podem identificar-se dois tipos fundamentais de sites B2B: públicos e privados. Nos sistemas B2B públicos existe uma entidade independente que administra o próprio sistema e cobra às empresas que quiserem aderir uma determinada taxa; os sistemas privados resultam da criação por parte de uma determinada empresa que limita a adesão ao site aos seus próprios clientes e fornecedores.

Como referenciar: B2B (business to business) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-05-26 14:10:07]. Disponível na Internet: