bacia cenozoica do Tejo e do Sado

Unidade morfoestrutural do território português com características estruturais, litológicas e cronológicas comuns.
Embora muitas vezes consideradas em separado, as bacias do Tejo e do Sado constituem uma unidade estrutural. Há duas bacias hidrológicas embora geologicamente os terrenos pertençam à mesma unidade estrutural. O início desta bacia iniciou-se no Terciário com o afundimento da região entre falhas, seguido pelo seu enchimento por materiais oriundos de zonas periféricas. A parte inferior da série sedimentar desta bacia é francamente continental, constituída por formações detríticas grosseiras na base e intercalações de calcários e argilitos de neoformação.
A subsidência da bacia é um fenómeno marcante que, se pensa, ainda continua, embora seja compensada pelo preenchimento devido à sedimentação.
Encontram-se testemunhos de alterações ocorridas no Miocénio devidas a ações transgressivas do mar que penetrou na bacia, e no Pliocénico, com sedimentação fluvial detrítica constituída por conglomerados, arenitos e argilitos.
Como referenciar: bacia cenozoica do Tejo e do Sado in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-17 12:11:33]. Disponível na Internet: