Balada da Praia dos Cães

Romance policial de José Cardoso Pires publicado em 1982.
Trata-se de uma história de natureza policial e política, cuja ação decorre na década de 60, baseada em acontecimentos verídicos ocorridos na praia do Mastro. O protagonista é Elias Santana, chefe da brigada da Polícia Judiciária, responsável pela descoberta do assassino do Major Dantas Castro. O Major estava preso por tentativa de revolta antissalazarista, mas consegue fugir da prisão militar de Elvas, juntamente com mais três cúmplices: Mena Ataíde, sua amante, o arquiteto Fontenova, que pertencia também ao movimento de resistência antissalazarista e o cabo Barroca, guarda de campo, a cumprir serviço militar. Depois da evasão, os quatro instalam-se numa casa, conhecida por "Casa da Vereda", a vinte quilómetros de Lisboa. E três meses depois, o Major é assassinado pelos seus parceiros.
A intriga constrói-se sobre dois momentos: a investigação e o crime. Os procedimentos utilizados, ao longo do inquérito sobre o assassinato do militar, retratam os métodos policiais da época salazarista.
O romance recebeu o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, em 1982, e foi adaptado para cinema, com título homónimo, em 1986, sob realização de José Fonseca e Costa.
Como referenciar: Balada da Praia dos Cães in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-20 03:53:12]. Disponível na Internet: