Banjul


Aspetos Geográficos
Cidade e capital da Gâmbia, Banjul localiza-se na ilha de Santa Maria, ou ilha de Banjul, na foz do rio Gâmbia, que desagua no oceano Atlântico. Possui cerca de 34 000 habitantes (2003), embora a área metropolitana ultrapasse os 500 000.

História e Monumentos Banjul foi fundada em 1816 pelos ingleses como entreposto comercial e como base para suprimir o tráfico de escravos. Sucederam-lhes mercadores e missionários que desenvolveram a povoação. Chamou-se inicialmente Bathurst, em homenagem a Henry Bathurst, na altura secretário do British Colonial Office. O nome foi alterado para o atual (que significa "bambu") em 1973. Na década de 30 as inundações e o excesso de população originaram surtos de febre, disenteria e malária. A 22 de julho de 1994, a cidade foi cenário de um golpe de Estado com o presidente Dawda Jawara a ser destituído e substituído pelo presidente duplamente eleito Yahya Jammeh. Na altura, para comemorar o evento, foi construído no centro de uma praça, a servir de portal de entrada na cidade, um monumento com 35 metros: o Arco 22.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
Apesar da pobreza, Banjul tem vindo a desenvolver-se como estância de turismo e a tornar-se popular, especialmente entre os europeus que pretendem explorar uma área de África ainda pouco desenvolvida. Foram construídos alguns bons hotéis ao logo das praias de águas mornas nas proximidades da cidade. Alguns dos principais pontos de interesse da cidade incluem o Museu Nacional da Gâmbia, o Mercado Albert, a Casa do Estudo e o Tribunal. Destaque ainda para o Museu Têxtil, a Igreja Anglicana, a Catedral Católica e a Grande Mesquita. O coração da cidade corresponde à Praça McCarthy. Muitos dos edifícios da cidade permanecem como a herança do colonialismo britânico.


Economia
É a principal área urbana do país, a sede do governo e o seu centro económico e administrativo. A indústria mais importante é o processamento de amendoins. Nas exportações, destacam-se a cera de abelha, a madeira de palma, o óleo de palma e as peles de animais, produtos escoados através do porto da cidade. É servida pelo Aeroporto Internacional de Banjul.
Como referenciar: Banjul in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-09 04:41:57]. Disponível na Internet: