Batalha de Passchendaele

Batalha da I Guerra Mundial, conhecida também pelo nome de Batalha de Ypres (a terceira com este nome); travou-se entre 31 de julho e 10 de novembro de 1917. Este confronto foi despoletado pela grande ofensiva britânica em direção às posições germânicas com o objetivo de romper através da costa belga. A fase inicial da operação foi extremamente bem sucedida: no dia 7 de junho, as tropas inglesas tomaram a estratégica vila de Messines, um ponto alto a partir do qual passaram a controlar milhas de território ocupado pelos exércitos alemães. A segunda fase da ofensiva (entre 31 de julho e 10 de novembro) foi, pelo contrário, desastrosa. Chuvas prolongadas e fortíssimos bombardeamentos aliados transformaram o campo de batalha num imenso pantanal e os alemães, operando a partir de "bunkers", causaram pesadas baixas nas tropas aliadas com gás de mostarda e metralha. Após alguns meses de duros confrontos no meio da lama, a infantaria canadiana capturou a destruída vila de Passchendaele. Nesta altura, o comando aliado decidiu travar a ofensiva. Como balanço final, verificou-se que as tropas aliadas apenas fizeram recuar os alemães cerca de 8 km; cada um dos lados sofreu perdas na ordem dos 250 mil homens.
Como referenciar: Porto Editora – Batalha de Passchendaele na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-27 04:52:07]. Disponível em