Batalha de Yorktown

Batalha final da Guerra Americana da Independência, concluída com a rendição das tropas britânicas a 19 de outubro de 1781.
Aproximava-se o fim da guerra da independência dos Estados Unidos. Durante a intervenção armada, as forças americanas e francesas, sob o comando do general George Washington e Rochambeau, colaboraram com uma frota francesa comandada pelo almirante François Joseph Paul, conde de Grasse, cercando as tropas inglesas comandadas pelo general Charles Cornwallis, o número dois das forças britânicas na América do Norte.
O cerco durou 20 dias e Cornwallis rendeu-se na sequência da demissão do primeiro ministro, o Conde Frederik North, facto que levou ao poder em Inglaterra líderes mais conciliatórios. Posteriormente, os termos do acordo de paz foram aceites no Tratado de Paris assinado a 3 de setembro de 1783, que pôs um ponto final no conflito.
Antes da ação ter lugar em Yorktown, Cornwallis, sem para isso receber ordens, saiu da Carolina do Norte para se juntar ao grosso das forças inglesas na Virgínia e lançou uma grande ofensiva de que resultou a retirada da milícia americana comandada por Lafayette de Richmond. No entanto, o chefe militar britânico da América do Norte, Sir Henry Clinton, que desaprovava a desautorizada ofensiva de Cornwallis, ordenou-lhe que se fixasse na baía de Chesapeake e organizasse aí uma posição defensiva - o que aconteceu, com a fortificação de Yorktown e de Gloucester, na outra margem do rio York. Lafayette, que com uma pequena força seguira os passos do opositor, mandou notificar Washington que estava em West Point, Nova Iorque. Este aproveitou a presença da referida frota francesa e marchou ao encontro dos ingleses. Não sem antes ter efetuado uma manobra de diversão, espalhando tropas pelos fortes do Hudson. Depois da vitória da armada francesa sobre os navios ingleses do almirante Thomas Graves na baía de Chesapeake, o exército inglês deixou de ter uma porta de saída. O ataque franco-americano revelou isso mesmo e Cornwallis foi obrigado a pedir uma trégua poucos dias depois transformada em rendição. A vitória de Yorktown foi atribuída ao general Washington que coordenou as forças marinhas e terrestres, naquela que é considerada uma das mais brilhantes e habilidosas operações militares da História. Apesar da paz não ser oficialmente proclamada antes de 1783, após o cerco as maiores hostilidades cessaram na América do Norte.
Como referenciar: Batalha de Yorktown in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-14 10:09:28]. Disponível na Internet: