Bayern de Munique

O clube alemão de futebol Bayern de Munique foi fundado a 27 de fevereiro de 1900, em Munique, por um grupo de jovens que havia saído do TSV em 1879. O primeiro jogo do Bayern foi precisamente contra esta equipa e o recém-formado clube venceu por 7-1.
O primeiro presidente, Franz John, levou rapidamente o Bayern a tornar-se no clube mais popular de Munique, pelo facto de incluir no fato oficial da equipa chapéus de palha, que fez com que os jogadores começassem a ser tratados por cavaleiros, e por dispor de um estádio com uma bancada de madeira.
Em 1910 foi conquistado o primeiro título, quando o Bayern de Munique ganhou o campeonato da região Este. Na temporada de 1931/1932 ganhou o primeiro campeonato nacional após uma vitória de 2-0 sobre o Eintracht de Frankfurt.
Quando Adolf Hitler chegou ao poder na Alemanha, o clube entrou em declínio porque já antes os seus diretores haviam manifestado a sua discordância com a ideologia do partido nazi.
A equipa só recuperou o seu fulgor na década de 60, na altura em que era presidida pelo construtor civil Robert Neudecker, que profissionalizou todo o clube.
Inicialmente, o clube teve de alinhar nos campeonatos regionais e só depois teve acesso à liga profissional criada em 1962.
Em 1967 surgiu o primeiro grande triunfo, com a conquista da Taça dos Vencedores das Taças, uma das mais importantes provas europeias de clubes. Na equipa, que bateu na final o Glasgow Rangers da Escócia por 1-0, despontavam estrelas do futebol como Beckenbauer, Muller (o maior goleador de sempre da Alemanha) e o guarda-redes Sepp Maier.
Depois do sucesso a nível internacional, seguiu-se o triunfo no campeonato alemão (intitulado Bundesliga) em 1969.
Nos anos 70 o Bayern assumiu-se definitivamente como o maior clube de futebol alemão e um dos maiores do mundo. Com Franz Beckenbauer a liderar a equipa em campo, a formação de Munique ganhou diversos campeonatos, taças da Alemanha e, acima de tudo, três Taças dos Campeões Europeus, a mais importante prova de clubes da Europa. Em 1974, 1975 e 1976 ninguém na Europa conseguiu fazer frente ao Bayern de Munique, que conquistou ainda a Taça Intercontinental em 1976.
Mas em finais da década de 70, o clube perdeu o seu fulgor e teve de passar por um processo de renovação que deu frutos em 1979/1980 e 1980/81, com a conquista de dois campeonatos alemães. Nessa altura, brilhava na equipa o avançado Karl-Heinz Rummenigge. Só na década de 80 a equipa ganhou por sete vezes a Bundesliga. Apenas falhou na Taça dos Campeões Europeus onde perdeu duas finais, em 1981 contra o Aston Villa de Inglaterra e em 1987 contra o Futebol Clube do Porto.
O Bayern entrou em nova crise, da qual só recuperou em 1994, já com Beckenbauer como presidente, e com Rummenigge, Muller, Maier e outros antigos jogadores em postos dirigentes. Beckenbauer acumulou as funções com as de treinador e ganhou o campeonato em 1993/1994. Dois anos mais tarde, em 1996, o Bayern de Munique regressou aos títulos europeus ao ganhar a Taça UEFA, batendo na final o Bordéus, de França. Na equipa germânica brilhava o médio Lotthar Matthaus e o avançado Klinsmann.
Em maio de 1999 a equipa viveu um dos momentos mais dramáticos do seu historial ao perder a final da Liga dos Campeões Europeus para os ingleses do Manchester United já nos últimos instantes da partida.
Dois anos depois, em maio de 2001, o Bayern de Munique conseguiu reconquistar a Taça dos Campeões Europeus, batendo na final o Valência de Espanha. Ainda nesse ano venceu a Bundesliga, triunfo que repetiu em 2002/03.
Como referenciar: Porto Editora – Bayern de Munique na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-22 18:17:18]. Disponível em