Benjamin Spock

Pediatra norte-americano, Benjamin Mclare Spock, nascido a 2 de maio de 1903, em New Haven (Connecticut, EUA), licenciou-se em Medicina na Universidade de Colúmbia (1929), tendo ainda efetuado um treino de seis anos em Psicanálise no York Psychoanalytic Institute. Foi enquanto praticava e ensinava Pediatria em Nova Iorque, que Spock se tornou famoso com a sua obra Common Sense Book of Baby and Child Care (1946), já que esta veio a transformar radicalmente as conceções dominantes nos EUA acerca da educação infantil.
Ao defender uma postura liberal, flexível e permissiva, privilegiando a comunicação e o carinho na relação pais-filhos, Spock operou uma rutura clara com a tradição marcadamente repressiva e rígida na educação das crianças. O sucesso obtido pela obra, que se tornaria conhecida em todo o mundo, vendendo várias dezenas de milhões de cópias, foi apenas o início de uma carreira académica fulgurante para Spock, que conseguiria influenciar determinantemente a forma como se passou a encarar a educação infantil, pelo menos no mundo ocidental. Com a edição de vários títulos sobre psicologia infantil e educação, o Dr. Spock (como ficou conhecido) garantiria um lugar no quadro de honra dos estudiosos e autores fundamentais sobre estes temas, destacando-se sempre pela originalidade e coragem das suas posições.
Mas a ação de Spock não se limitaria à academia e à investigação, defendendo ativamente posições políticas e intelectuais contestatárias, nomeadamente em relação à Guerra do Vietname. Spock acabaria mesmo por abandonar a vida e carreira científicas para se dedicar exclusivamente à intervenção política e social contra o conflito no Vietname, tendo inclusivamente concorrido às eleições presidenciais norte-americanas de 1972, pelo partido pacifista "People's Party". Nome que ficou estreitamente ligado à origem do movimento contra-cultural norte-americano, Spock aliou à sua reconhecida capacidade académica e científica um carácter polémico e fascinante que o transformaram numa das personalidades mais destacadas da revolução cultural dos anos 60 e 70 americanos. Benjamin Mclare Spock faleceu em 1998, na cidade de La Jolla, na Califórnia.
Obras importantes:
1961, Dr. Spock Talks with Mothers
1970, Decent and Indecent: Our Personal and Political Behavior
1974, Raising Children in a Difficult Time
1988, Dr. Spock on Parenting
1989, Spock on Spock: A Memoir of Growing Up with the Century
Como referenciar: Benjamin Spock in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-12 09:53:46]. Disponível na Internet: