Bill Paxton

Ator norte-americano, William Paxton nasceu em Fort Worth, no Texas, a 17 de maio de 1955. A paixão e o interesse pelo cinema surgiram ainda era adolescente, fazendo os seus próprios filmes com uma câmara Super 8. Aos 19 anos, mudou-se para Los Angeles e entrou na indústria de cinema como responsável do guarda-roupa na New World Pictures do produtor Roger Corman.
A sua estreia como ator surgiu em 1975, no filme Crazy Mama, de Jonathan Demme. De seguida, mudou-se para Nova Iorque para estudar representação com Stella Adler. Em 1981, conseguiu um papel pequeno em Stripes (O Pelotão Chanfrado) e, no ano seguinte, atuou, realizou e produziu a curta-metragem Fish Heads, que recebeu um prémio de melhor curta-metragem de animação. Participou posteriormente em filmes de pouca visibilidade e, em 1984, entrou no filme de Walter Hill, Streets of Fire (Estrada de Fogo), e obteve um pequeno papel em The Terminator (O Exterminador Implacável), de James Cameron. Dois anos depois, voltou a trabalhar com James Cameron e conseguiu um bom desempenho no papel do histriónico soldado Hudson, em mais um filme de ficção científica: Aliens. Em 1987, fez de vampiro Severen, no filme de Kathryn Bigelow Near Dark (Antes do Anoitecer), e, em 1992, teve a sua grande oportunidade, contracenando com Billy Bob Thornton, no papel principal de One False Move, um filme negro bastante aclamado pela crítica. Seguiram-se Boxing Helena (Paixão Selvagem, 1993); Tombstone (1993), no papel do irmão mais novo de Wyatt Earp, papel que coube a Kurt Russell; e True Lies (A Verdade da Mentira, 1994), a sua terceira colaboração com o realizador James Cameron, atuando ao lado de Arnold Schwarzenegger e Jamie Lee Curtis. Em Apollo 13 (1995), de Ron Howard, é Fred Haise, um dos três astronautas, juntamente com Tom Hanks e Kevin Bacon. Em 1996, participou no filme-catástrofe de Jan de Bont Twister (Tornado), onde contracenou com Helen Hunt e, em 1997, no mega-sucesso Titanic, de James Cameron, que marcou a sua quarta colaboração com o realizador. No mesmo ano, participou no filme independente Traveller (Profissão: Vigarista), que recebeu ótimas criticas. No ano seguinte, colaborou no thriller psicológico de Sam Raimi, A Simple Plan (O Plano), no papel de um dos irmãos Mitchell, onde teve uma atuação bem conseguida e aclamada pelos críticos. Destaque ainda para a sua atuação em filmes como Mighty Joe Young (O Grande Joe Young, 1998); U-571 (Submarino U-571, 2000); Vertical Limit (Limite Vertical, 2000); e Frailty (Pela Mão do Senhor, 2001), um thriller de horror que também realizou. Seguiram-se Spy Kids 2: Island of Lost Dreams (2002); Spy Kids 3-D: Game Over (2003); Thunderbirds (2004) e Haven (2004).
Como referenciar: Bill Paxton in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-21 16:04:44]. Disponível na Internet: